“Aquele a que chamam ditador e coreano, combinou não cortar a palavra”

Bruno de Carvalho referiu um comentário que leu nas redes sociais, de um alegado adepto leonino, referindo que “ir às Assembleias-Gerais do Sporting era um problema, porque as pessoas que estavam contra corriam inclusivamente riscos físico”.

“Enquanto eu for presidente do Sporting ninguém correrá nenhum risco, nem que eu próprio tenha de intervir. Desde o início do anterior mandato, está combinado que desde que se tratem de discursos bem estruturados, os sócios podem falar nem que seja uma hora”, garantiu.

“Aquele a que chamam ditador e coreano combinou com o presidente da mesa da AG não cortar a palavra às pessoas”, ironizou, exortando à presença dos sócios nas AG.

Fonte: ojogo.pt

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.