Conselho Disciplina com mão pesada

O Conselho de Disciplina (CD) suspendeu Bruno de Carvalho por seis meses e Carlos Pinho por 20, na sequência dos incidentes ocorridos no túnel de Alvalade, após o Sporting-Arouca, disputado em novembro.

Bruno de Carvalho foi suspenso por seis meses, uma vez que a Comissão de Instrutores considerou que, ao lançar fumo para a cara do presidente Arouquense, o dirigente leonino cometeu uma infração de lesão de honra e reputação.

Para Carlos Pinho, a suspensão é de 20 meses, uma vez que foi acusado de seis infrações disciplinares. O seu filho e dirigente do clube, Joel Pinho, foi absolvido.

Um castigo que vem na sequência de incidentes na zona do túnel que dá acesso aos balneários, na última época, em novembro, na partida entre Sporting e Arouca.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.