Sporting sagra-se campeão europeu

Aequipa de judo do Sporting conquistou, esta sexta-feira, a Liga dos Campeões da modalidade depois de bater os russos do Yawara Neva por 3-2 na final do evento realizado em Bucareste.

A equipa ‘leonina’, treinada pelo ex-judoca Pedro Soares, garantiu o título no combate de -90 kg, em que o espanhol Nikoloz Sherazadishvili, nascido na Geórgia, venceu Stanislav Retinskii por ‘waza-ari’.

Sherazadishvili era um nome forte nas hipóteses leoninas, depois de já este ano se ter sagrado campeão mundial nos -90 kg, em Baku, em setembro, e ter conquistado a medalha de bronze nos Europeus de Telavive, em abril.

Os ‘leões’ entraram bem na final, com vitórias de David Reis (-66 kg) e Odbayar Ganbaatar (-73 kg), mas ao terceiro combate os russos reduziram a desvantagem, com Denis Kalinin a vencer Anri Egutidze (-81 kg).

Ao quarto combate, Sherazadishvili colocou o Sporting com três vitórias (3-1) e fora do alcance do Yawara-Neva, pelo que a derrota de Jorge Fonseca no quinto e último combate (+90 kg) já não influência na decisão final.

Na Liga dos Campeões competiram oito equipas, com o Sporting a derrotar primeiro os espanhóis do Valência (3-2) e depois os russos do Edelweiss (4-1), antes da final.

Confidência de Bas Dost

“Se não fosse o Jesus, eu nunca teria jogado pelo Sporting”

“Eu jogava há quatro anos na Alemanha. Vim para Portugal e não fazia a mínima ideia do que podia esperar. Gostei das pessoas desde o primeiro momento. E o Sporting, claro, todos aqueles que trabalham no clube, sabem que é um grupo, é uma família, aconteça o que acontecer”, começou por dizer, em declarações à Sporting TV.

t

“É verdade que no passado aconteceram coisas más, mas temos de seguir em frente. O Sporting é um clube com pessoas que lhe são muito dedicadas. Quando cheguei, senti imediatamente que fazia parte dessa família. Estou feliz por esta oportunidade.”

O holandês recordou ainda a importância de Jorge Jesus para o seu trajeto no clube leonino: “O Jorge Jesus queria tanto que eu viesse naquela altura que fez tudo para conseguir. Se ele não estivesse aqui naquele momento, eu nunca teria jogado pelo Sporting. Foi muito importante para a minha carreira naquele ponto. Ainda bem que ele estava aqui, não quereria perder esta oportunidade por nada.”

Fonte: noticiasaominuto.com

Matheus Pereira

“Peseiro nunca me deu uma explicação nem me disse onde poderia melhorar”

Depois de uma pré-época a ‘todo o gás’ no Sporting, o extremo foi ‘riscado’ das opções do técnico e rumou, por empréstimo, ao Nuremberga.

Em algum momento José Peseiro lhe explicou as razões pelas quais deixou de ser opção?

“Não… Em momento algum me deu um ‘feeddback’ ou me disse o que eu precisava. Nada! Simplesmente não me deu oportunidades e começou a deixar-me de fora dos jogos. Nunca me deu uma explicação, nem me disse onde melhorar ou o que poderia fazer para ser opção. Enfim…”

Sente que saiu prejudicado depois daquela reação nas redes sociais, onde manifestou o seu desagrado pela falta de minutos de jogo?

“Eu acho que não sai prejudicado por esse ‘post’. Penso que saí prejudicado por algumas palavras do José Peseiro, que me colocou contra os adeptos e contra as pessoas. Mas não acho que foi pelo ‘post’. Foi, sim, pelo que ele começou a falar sobre mim e que não tem verdade nenhuma. Infelizmente foi uma situação que aconteceu, mas que faz parte do passado.”

Excerto da entrevista ao site desporto ao minuto.

“William, és um mentiroso”

Ex-presidente do Sporting explicou telefonema para Mustafá à frente dos jogadores

A reunião, em Alvalade, com os jogadores do Sporting, em que Bruno de Carvalho fez um telefonema para o líder da Juve Leo foi abordada no depoimento do ex-presidente no Tribunal do Barreiro. No interrogatório, divulgado esta terça-feira pela CMTV, pode ouvir-se ainda o arguido a explicar a queda das tochas na área de Rui Patrício, aquando do dérbi com o Benfica.

Reunião com jogadores: “O William Carvalho virou-se para mim e disse a seguinte coisa, linda de se dizer a um presidente: ‘Julga que nós não sabemos que você nos mandou bater’? Eu vou até à porta [ligar a Nuno Mendes, Mustafá] – portanto não saio de dentro da sala, não combinado nada com ninguém – ele atende-me o telefone, eu ponho em voz alta e disse: ‘meu caro, como é que é, eu mandei bater em alguém?’ e ele sem saber minimamente o que é estava a acontecer diz-me assim: ‘mas eu não estou a perceber a pergunta, não estou a perceber’. ‘Estou a perguntar se mandei bater em alguém, essa do partir carros então, para mim é nova, nunca tinha ouvido falar em semelhante coisa. Mandei bater em alguém?’ ‘Não’. Eu desligo o telefone e disse: ‘William, és um mentiroso. Espero que agora todos os teus colegas tenham percebido que és um mentiroso de facto”.

Fábio Coentrão

Fábio Coentrão declara Amor ao Sporting

“Agora, posso dizer à boca cheia que sou do Sporting”

Sporting: “Não vou jogar mais nos três grandes, agora posso dizer à boca cheia que o meu clube é o Sporting. Tenho de estar grato a estes adeptos, que no ano passado me receberam de braços abertos”.