Sporting goleia Juventus

O Sporting goleou esta quarta-feira a Juventus por 4-1, em jogo a contar para a terceira jornada da fase de grupos da Youth League.

Os leões já venciam por 4-0 ao intervalo, graças a golos de Rafael Leão (9′ e 19′), Miguel Luís (41′) e Jovane Cabral (44′), com os italianos a reduzirem por Capellini aos 74 minutos. O Sporting ainda viu Jovane Cabral expulso na segunda parte, pouco antes do golo da Juventus.

Esta vitória coloca os leões no segundo lugar do grupo D, com 4 pontos somados. O Barcelona lidera com três vitórias em três jogos, enquanto a Juventus é terceira classificada. O Olympiacos, com apenas 1 ponto, ocupa o último lugar do grupo.

Fonte: ojogo.pt

Schelotto continua com o coração no Sporting

Lateral italiano que saiu esta época do Sporting não esquece os anos que vestiu a camisola verde e branca.

 “O meu coração continua em Lisboa. Sigo todos os jogos do Sporting, mantenho contacto com os meus ex-companheiros e sempre que posso regresso a Lisboa, onde tenho um restaurante. Acredito que faremos um grande jogo contra a Juventus”.

A propósito do encontro desta quarta-feira, para a terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Schelotto aconselha a Vecchia Signora a “evitar deixar o Sporting cruzar, porque Bas Dost é muito bom a cabecear para o golo. É um Luca Toni holandês”.

“Jesus é um Antonio Conte português, um vencedor. O rótulo de defensivo está errado. Terá preparado o jogo com a Juventus ao pormenor. Em particular com Dybala, que, graças à sua capacidade de drible, é o perigo número um”, explicou.

Jorge Jesus leva 24 jogadores para Turim

O treinador do Sporting convocou 24 jogadores para o jogo com a Juventus da terceira jornada da Liga dos Campeões.

Doumbia, que se treinou sem limitações e é opção, tal como Gelson Dala que continua entre as escolhas do técnico.

Eis a lista:

Guarda-redes: Rui Patrício, Salin e Pedro Silva;

Defesas: Ristovski, Piccini, Coates, André Pinto, Mathieu, Fábio Coentrão e Jonathan Silva;

Médios: William Carvalho, Palhinha, Petrovic, Battaglia, Mattheus Oliveira, Bruno Fernandes, Bruno César, Iuri Medeiros, Gelson Martins e Acuña;

Avançados: Podence, Gelson Dala, Doumbia, Bas Dost.

“JUVENTUS? HOUVE RUMORES, MAS NÃO DEU CERTO. NADA SE CONCRETIZOU”

Em entrevista ao jornal TuttoSport, Bruno Fernandes, médio que esta temporada trocou a Sampdoria pelo Sporting, confidenciou que, durante o período em que esteve ao serviço da Udinese, chegou a ser sondado pela Juventus.

Em vésperas de defrontar o conjunto campeão italiano, o médio internacional luso lembra que chegou a ser associado ao clube de Turim, mas que nada se concretizou.

Falando depois sobre a partida frente aos transalpinos para a Champions, Fernandes assumiu que, em caso de resultado positivo, os verde e brancos ficarão mais próximos de um possível apuramento para a fase seguinte da competição.

“Houve rumores quando jogava na Udinese. Mas não deu certo. Nada se concretizou”, começou por referir o jovem jogador, fazendo depois uma antevisão da partida do próximo dia 18.

“Vamos para jogar cara-a-cara, sem nos fecharmos atrás. Se ganharmos, damos um grande passo rumo à qualificação”, concluiu sobre o tema.

Última Hora

O Presidente do Sporting Clube de Portugal toma uma medida que pode parecer um exagero mas antes assim do que a tragédia chegar primeiro. Aliás só peca por tardia esta decisão.

Eis o comunicado escrito na sua página do Facebook:

Esta última notícia do Correio da Manhã levantou um problema grave de segurança aos seus profissionais nas suas deslocações a jogos ou eventos do Sporting CP.

Tenho recebido várias mensagens de Sportinguistas revoltados, e, por isso, tomei a decisão de, para segurança dos profissionais do Correio da Manhã, avisar a segurança do Sporting para não deixar permanecer nenhum em instalações afetas ao Clube.

Eu sou um defensor da imprensa livre, mas também um defensor do direito que as pessoas têm à sua integridade física. Quando os patrões/responsáveis não têm esse cuidado temos o dever de ser nós a zelar pela mesma. Porque imprensa livre e liberdade de imprensa e de expressão não podem ser confundidas, nem mesmo com recurso à Constituição, com libertinagem.

O Octávio Ribeiro, em mais esta notícia do Correio da Manhã cujo título é “Joana Ornelas a nova dona disto tudo – despachou a ex de Bruno de Carvalho, casou, engravidou e prepara-se para receber um ordenado milionário”, demonstrou, mais uma vez, que é um cobarde sarnento que não olha a meios para atingir os seus fins: atacar-me. Mesmo que com isso coloque em perigo os seus jornalistas, quer os do jornal, quer os da televisão. Triste alma reles e imunda que polui o espaço que ocupa.

Serei eu então a zelar pela segurança dos seus profissionais, pois nem todos eles são cães de fila a mando do dono para escreverem mentiras atrás de mentiras, enojando qualquer cidadão normal. Fica então publicamente definido que, para segurança dos mesmos, não será permitida a permanência de qualquer profissional ligado ao Correio da Manhã em instalações do Sporting Clube de Portugal.

Quanto à notícia, a mesma gerou um ataque sem paralelo dos “sportinguenses”, que são um misto de sportinguistas/benfiquistas que se arrogam no direito de fazer muitas questões sobre a Joana.

São também cobardes rastejantes que se escondem atrás de teclados. Responderei a qualquer questão que me seja colocada, como sempre fiz, sobre este não-assunto ou outros, numa Assembleia-Geral. É só fazerem-se sócios e terem a coragem de me colocar estas questões, cara-a-cara numa AG. Bem sei que o estilo desta meia dúzia de patetas é mais o teclado, mas se querem respostas, terão de sair da sua toca e dar a cara perante os Associados.

O Sporting não é meu, nem eu quero que seja. O Sporting é de todos e eu apenas o sirvo com honra e orgulho porque 90% dos votantes nas mais concorridas eleições de sempre assim o quis. A estes aziados apenas lhes digo que essa é a altura de dizer tudo e de enfrentar o escrutínio dos Associados. Já houve quem utilizasse esse tipo de argumentos e cativou 8% dos votos….

Quanto à Joana é uma excelente profissional que tem tido a coragem de mudar muitas das formas de se trabalhar dentro do Clube. Tem tido a coragem de adoptar a política da direcção, o que nunca ninguém tinha feito antes, de promover vários funcionários que estavam estagnados nas suas funções para outras de maior responsabilidade criando um sentimento de meritocracia nunca antes sentido. Tem conseguido começar a arrumar dossiês que se mantinham parados por inércia e por falta de atitude e compromisso. Terá a remuneração que a administração achar adequada às suas funções e desempenho e eu nada terei a ver com essa decisão nem com o tempo em que a mesma será tomada.

Tristes almas rastejantes que, não tendo qualquer argumento mais do que a minha forma e estilo, têm de começar a atacar a minha familia. Os verdadeiros Sportinguistas saberão dar a resposta devida a isto, e os portugueses vão começar a ver, cada vez mais, quem faz jornalismo a sério ou jornalismo de latrina.

Quanto à minha vida pessoal e à do Sporting CP, o meu único erro é viver o Clube 24h por dia. Eu não misturo a minha vida pessoal com o Sporting CP, eu abandonei a minha vida pessoal pelo Sporting CP, e isso já me tirou muito e continua a tirar. Está na altura de parar e refletir mais um pouco sobre esta realidade, como já o disse várias vezes nas últimas Assembleias Gerais.