Adrien diz-se ressentido com Bruno de Carvalho

Em entrevista ao jornal inglês The Guardian o internacional português falou sobre a transferência conturbada do Sporting para o Leicester.

Relativamente ao facto de ter sido impedido de jogar até Janeiro o antigo capitão do Sporting afirmou: “Ao longo da minha carreira tive algumas lesões, mas nessa altura sabia porque não jogava, as lesões fazem parte do futebol e sempre aceitei isso. Mas, toda esta situação não foi correta. Não foi correta porque eu estava fisicamente apto a jogar e nada fiz de errado para provocar esta situação. Nunca entenderei a decisão da FIFA. Não existe proteção ao futebolista nestas situações. Os futebolistas são o mais importante, certo? Então por que razão a FIFA não percebe isso e abre exceções? Compreendo se a inscrição for feita horas depois do tempo limite, mas neste caso foram segundos. Acho que foi uma péssima decisão”.

Já quando à postura do Sporting e de Bruno de Carvalho Adrien disse que se sente um pouco ressentido com o Presidente do Sporting:

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, que determinada altura do processo afirmou: “A transferência de Adrien está completa. Espero claramente que o Leicester o consiga inscrever”, uma frase que em Inglaterra foi entendida como um “lavar de mãos”. O jornalista quer saber se Adrien ficou ressentido com o Sporting: “Com o Sporting não. Com o presidente. O que é diferente. Julgo que ele tentou proteger o seu clube. Mas no futebol, quando se representa um clube, é importante proteger a pessoa ou o jogador”.

Adrien explicou ainda porque escolheu o número 14 exactamente o mesmo número de segundos que levou a que a transferência não fosse aceite pela FIFA.

“Falei com o meu empresário, que esteve comigo mês e meio no hotel – a minha esposa e filhos não podiam estar comigo, ainda não tinha casa – e disse: ‘temos de brincar com esta situação, por isso, porque não o número 14?”

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.