O presidente do Sporting de Braga, António , disse esta quarta-feira, em entrevista à Sport TV, ter ficado “magoado” com Bruno de Carvalho pela forma como o Sporting chegou a acordo com o defesa central André Pinto.

O líder arsenalista revelou ter recebido uma mensagem do presidente leonino a dar conhecimento da contratação, a partir da próxima época, pelo Sporting do defesa dos minhotos, que estava em final de contrato com os guerreiros e que, entretanto, tinha sido relegado para equipa B pelo treinador Jorge Simão, e deu o exemplo de como atuou com o Marítimo na contratação de Dyego Souza, um atleta em idênticas circunstâncias.
 “Fiz um telefonema ao presidente do Marítimo e disse-lhe que queria contratar o Fransérgio e que ele tinha um jogador que se não o vendesse até final de janeiro passaria a ser jogador livre. Em vez de perder o Dyego livre, poderia ficar com uma parte do passe. E foi fácil chegar a acordo com o Marítimo. O que outros fizeram ao Braga, através do André Pinto, eu não queria fazer ao Marítimo. Sei o quanto custa e o quando dói”, disse.

Revelando ter tentado renovar com André Pinto durante um ano, notou que o Sporting “está no seu legítimo direito porque a lei assim o permite”. “Mas, se me pergunta, sim, fiquei magoado com o presidente do Sporting”, sublinhou.