JORGE JESUS: «A MINI-CRISE CHAMA-SE JORGE SOUSA»

“Criaram-nos uma mini-crise, mas a mini-crise chama-se Jorge Sousa. Não me vou esquecer.

Como hoje também houve um penalti que o arbitro não marcou. Tirando o jogo com o Braga, onde não estivemos bem, jogamos com grande qualidade. Normalmente a equipa é melhor que os adversários, mas só consegue ser melhor do que uma equipa, com duas não consegue”, apontou o líder leonino, à SportTV.

FUTEBOL - Jorge Jesus, o treinador do Sporting, na conferencia de imprensa de antevisao do Pacos de Ferreira - Sporting, jogo da 2 jornada da PRIMEIRA LIGA 2016/2017. Estadio Jose Alvalade, em Lisboa. Sexta Feira, 19 de Agosto de 2016. (Miguel Nunes/ASF) JORGE JESUS SPORTING

Relativamente à arbitragem de Tiago Martins, Jesus deixou elogios, ainda que aponte a existência de um castigo máximo por assinalar a favor dos leões. “Árbitro fez boa arbitragem, há uma penalidade do Gonçalo. Ele está de costas e é natural que não consiga ver, aceita-se. Do jogo da Luz é que não me vou esquecer”, garantiu.

A finalizar, Jesus admitiu que as arbitragens têm prejudicado a sua equipa. “Para o Sporting, sim. Não estou a inventar nada. O Sporting só quer que tenha um tratamento igual às outras equipas. Quando há penaltis para marcar, é para marcar. A primeira penalidade na Luz … nem quero falar mais desse jogo. Nos não nos esquecemos”, reafirmou.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.