Para Nani, o segredo do Sporting para criar tantos extremos de qualidade é a liberdade. Em entrevista ao jornal ‘Levante – El mercantil valenciano’, o jogador do Valencia explica qual a cultura da formação que lhe permitiu chegar tão longe no futebol.

“Em Portugal há uma cultura de aproveitar o talento das crianças. Nunca nos cortaram a liberdade para expressar o talento. O Sporting era uma fábrica de jogadores de qualidade. Todos sabiam driblar e fazer coisas incríveis. E depois, já nos seniores, via-se o seu potencial”, afirmou.

Estas razões também ajudam a explicar a vitória de Portugal no Europeu. “Portugal é um país de mistura e alegre, mas passou mal com a crise. O povo necessitava de confiança para levantar-se e mostrar que também tem gente boa e capaz de vencer. Foi uma libertação que deu muita autoestima a todos. Agora há demasiada confiança: pensam que vamos ganhar o Mundial da Rússia”, brincou o futebolista de 30 anos.

Fonte: record.pt