Todos a Madrid – A maior onda verde

Os 3.917 bilhetes colocados à venda pelo Sporting para o encontro com o Real Madrid, em Espanha, referente à primeira jornada da Liga dos Campeões, foram colocados à venda esta segunda-feira… e esgotaram ainda hoje.

Um sinal do entusiasmo leonino para o encontro com o campeão europeu, agendado para 14 de setembro, em que a equipa de Jorge Jesus deverá contar com muito apoio dos seus adeptos nas bancadas do Santiago Bernabéu.

“Sei do interesse do Sporting há uma semana”

Kévin Constant sabe que figura entre as opções consideradas pela SAD para reforçar o lado esquerdo da defesa. “Sei do interesse do Sporting há cerca de uma semana. É uma grande equipa que está na Liga dos Campeões, luta por títulos, é uma das três grandes equipas de Portugal, e quando vejo o clube, encaro-o como o AC Milan.

image

Seria uma honra envergar a sua camisola. É uma equipa bastante ofensiva e tenho alguns amigos que me têm falado muito bem do clube, como Belkalem e Saphir Taider, internacionais argelinos que devido a Slimani sempre falaram bem do Sporting, da cidade e do país”.

Entrevista Jorge Jesus ao Record – As contratações

As contratações –

R: As contratações de Douglas, Markovic, Campbell e Meli não podem vir ‘atrapalhar’ o crescimento de Rúben Semedo e Gelson?

JJ – Não. Vai é fortalecê-los. Os jovens aprendem várias ações individuais com os bons jogadores durante os treinos. Quanto maior experiência os colegas tiverem, mais os jovens vão crescer. Na minha opinião, o Sporting deu um salto qualitativo muito grande em termos de plantel, porque sei qual o nível que os jogadores têm de ter para a exigência de um clube com esta dimensão. Difícil é perceber isto, por isso é que ao fim de um mês após aqui ter chegado disse ao presidente que me ia embora, porque aquilo não era nada.

R: Mas o Gelson Martins , por exemplo, está preparado para lidar com a pressão de ter tão alta concorrência?

JJ – Vamos lá ver: vocês olham para uma equipa como se fossem onze jogadores e não são. São os 25 mais três guarda-redes. Se hoje toda a gente diz que o plantel do Sporting foi bem escolhido, que tem grande qualidade, isso deve-se a quê? À qualidade de quem sabe escolher. Os presidentes têm bons treinadores se os souberem escolher bem. Com os treinadores é o mesmo: tens bons jogadores? Tens, porque os sabes escolher. Há outros que também escolhem… Por exemplo, os orçamentos de Benfica e FC Porto são muito mais altos do que o nosso. Gastaram muito mais dinheiro no mercado do que o Sporting. Só um jogador do Benfica [Jiménez, 22 milhões de euros] custou quase mais do que os nossos todos juntos. Se acham que o Sporting foi, dos três grandes, o que se reforçou melhor, isso deve-se à qualidade de quem escolheu.

Diretor de comunicação do Sporting arrasa Benfica acerca de Rafa

Rafa foi oficializado como reforço do Benfica no último dia do mercado de transferências, tendo-se falado de uma eventual tentativa por parte do Sporting de desviar o internacional português para Alvalade.

Estes rumores motivaram uma reação por parte de Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, partilhou no Facebook um “e-mail” irónico onde refuta os rumores de uma troca de e-mails entre os leões e o representante de Rafa, afirmando que as notícias que davam conta da intenção de desviar Rafa são “um truque muito usado na política” e que mostra “fraquezas, medos e insucessos de quem os planta”.

14141786_1857261627830225_1969235630534273598_n

André e as discotecas

Entrevista ao Jornal Record – Jorge Jesus responde sobre a contratação de André, avançado brasileiro que o Sporting contratou ao Corinthians.

R: Pelo que já viu do Luc Castaignos, o que nos pode dizer sobre ele?

JJ – O Luc Castaignos é um primeiro avançado, como o Bas Dost e o André. O único diferente é o Alan Ruiz, pois trata-se de um segundo avançado. De certa forma, o André também pode fazer as duas posições do ataque.

R: Falando no André, a fama que ele traz do Brasil não é a melhor…

JJ – A má fama que o André tinha… Essas coisas que as pessoas dizem… Ele era um jovem e, na altura, foi a uma discoteca com o Neymar e com o Ganso. Por causa disso, o Barcelona não foi buscar o Neymar… O Barcelona preocupou-se e pensou: ‘Epá, não vamos buscar o Neymar porque ele foi à discoteca’. E eu fiz o mesmo: não fui buscar o André porque ele foi a uma discoteca.
Excerto da entrevista de Jorge Jesus ao jornal Record