“Deram chapadas com a mão aberta ao Acuña, na cara e na cabeça”

Stefan Ristovsk prestou hoje declarações no processo de Alcochete onde afirmou que viu as agressões a Marcos Acunã.

“Deram chapadas com a mão aberta. Na cara e na cabeça. Tentei evitar, mas continuaram. Foram quatro ou cinco pessoas. Vi mais agressões ao Battaglia, que estava ao fundo. Quatro ou cinco, mas não vi concretamente. Estava a proteger-me para não ser agredido. Foi depois do Acuña. Não vi aos outros jogadores”

“Disseram que tínhamos de mostrar mais respeito pelo Sporting, que tínhamos de jogar melhor. Havia muito barulho devido às tochas e não ouvi o ‘vamos matar-vos’ lá dentro do balneário. O alarme continuou a tocar uma hora depois dos adeptos saírem. (…) Isto tudo demorou entre um e dois minutos. Entraram, procuraram o Acuña e quando o viram foram ter com ele. Vi uma pessoa com uma tocha na mão, mas não sei dizer quem é. O balneário estava cheio de fumo” finalizou Ristovski.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.