Nuno Saraiva escreve mensagem emotiva de despedida

Deixei passar uns dias, na tentativa (falhada) de que a minha racionalidade não fosse contaminada pela emoção.

Como é público, deixei de ser diretor de comunicação do Sporting Clube de Portugal. Não por vontade minha, mas consequência de uma decisão absolutamente legítima e totalmente transparente do novo Presidente do Clube. Ao contrário do que a dada altura alguns tentaram fazer crer, não levantei qualquer espécie de obstáculo nem fiz nenhuma exigência para além do que a lei determina.

Foram dois anos de enorme intensidade. Com erros cometidos? Certamente que sim. Com excessos que poderiam ter sido evitados? Seguramente. Mas foram também dois anos de grande privilégio e paixão, em que conheci e fiquei amigo de pessoas extraordinárias. Quero agradecer, na pessoa da minha querida Rosa Duarte, a todos os colaboradores do Sporting Clube de Portugal a oportunidade que me deram de trabalhar com muitos dos melhores profissionais do mercado. A todos os extraordinários atletas, treinadores e dirigentes estou grato pela forma como me receberam e comigo trabalharam.

Ao nosso Presidente Frederico Varandas e à sua Direção desejo que nos façam felizes, porque o seu sucesso é o sucesso do Sporting CP.

Aos que insistem em medir o sportinguismo dos outros e em fazer julgamentos de carácter sem cuidarem de saber do que falam, digo-lhes apenas que isso não é Unir o Sporting.

A todos um enorme obrigado pelo que aprendi e me proporcionaram.

Parafraseando o Presidente, nasci Sporting, cresci Sporting, respiro Sporting e sou o Sporting. Sim, sou eu, é o Presidente, bem como são todos os Sócios e Adeptos porque, sem nós, sem todos nós, não há Clube.

Saudações Leoninas a todos e Sporting Sempre!

Ver aqui.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.