Nobel da Parvoíce para o Jornal A Bola

Se isto não fosse verdade até que teria alguma graça.

Bem hoje de manhã ficamos a saber que é pena o mercado de transferências já ter fechado pois André Almeida superava os 222 Milhões de Euros da transferência de Neymar do Barcelona para o PSG.

Ficamos todos pasmados não só pela capa ridícula do Jornal A Bola ( jornal oficial do Carnide ) mas que ninguém quer assumir.

Além da capa que merece um Nobel da Parvoíce estamos mesmos convencidos que Pelé, Maradona, Messi e Cristiano Ronaldo podem vir a perder os prémios de melhor jogador do Mundo.

Então mas onde andam os olheiros dos grandes clubes que nunca viram o Maradona da Mealhada, até sugerimos que o o defesa do Carnide a partir de hoje se passe a chamar Leitão…tal a associação à Mealhada…

Absurdo ou ridículo é pouco para tamanha estupidez do jornal Carnide, ops desculpe do jornal A Bola.

Problemas para Jesus

Piccini e Fábio Coentrão em dúvida.

( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

O lateral-direito saiu lesionado ainda durante a 1ª parte, aos 19’, após colocar mal o pé esquerdo no relvado ao saltar minutos antes. E não é certo que recupere para o jogo de terça feira na Grécia com o Olympiakos.

Já Fábio Coentrão não tem nenhuma rutura muscular na coxa esquerda como se chegou a temer e segundo algumas informações recolhidas o lateral esquerdo e internacional português deve voltar ao onze no jogo da Liga dos Campeões.

RAFAEL LEÃO A NOVA PROMESSA

A despontar nos bês, o atacante leonino tem sido chamado aos trabalhos do plantel principal e já ouviu ralhetes de Jorge Jesus, que acredita no seu valor e o quer… mais desperto.

Rafael Leão tem sido cabeça de cartaz nas exibições dos bês leoninos na época em curso, mas não só. O JOGO sabe que o avançado de 18 anos personifica um dos novos projetos verdes e brancos com origem na formação, razão pela qual, lenta mas progressivamente, começa a passar para as exigentes mãos de Jorge Jesus. O extremo, que também atua como ponta de lança e leva três tentos anotados nesta II Liga, luta contra as dores de crescimento com um rendimento alto no seu patamar competitivo e já ficou a saber o que é sair com as orelhas a arder dos “treinos A”.

Atacante móvel que deambula entre as alas e o eixo do ataque, o internacional sub-19 português de raízes angolanas é produto quase integral da casa. Depois de se iniciar no extinto projeto Foot 21, Rafael Leão chegou ao Sporting com nove anos e, uma década depois, bate à porta do mais alto escalão com golos, agilidade, técnica… e algumas impurezas na concentração, que Luís Martins, técnico dos bês, tem procurado trabalhar, embora já em ligação direta com a equipa técnica liderada por JJ. As observações feitas pelo treinador dos verdes e brancos à progressão do dianteiro têm-lhe valido aparições no labor diário do plantel principal e, claro está, correções e ralhetes de Jesus não têm faltado para moldar a promessa. O experiente comandante dos lisboetas tem insistido com o atacante para melhorar os níveis de foco e concentração, em especial sem bola, eliminando algumas das ausências e de adormecimento que têm surgido como principais pechas no jogo do jovem leão.

Além do desempenho na Academia, Rafael Leão tem-se igualmente destacado pela Seleção Nacional de sub-19. Aposta regular do treinador Hélio Sousa, Rafael Leão acabou de regressar a Lisboa depois de se assumir como decisivo na conquista do Torneio Preparatório da UEFA na categoria, disputado na Finlândia. O avançado do Sporting “molhou a sopa” nos três jogos do jovem esquadrão das Cinco Quinas, face às congéneres finlandesa, holandesa e belga, assumindo-se como peça instrumental.

Craque também em tudo o que é jogo de desporto na PlayStation, Rafael Leão só precisa de tirar o pijama e acordar para o mais alto patamar.

Sporting – Voleibol

A equipa de voleibol do Sporting apresentou-se hoje com ambição para o regresso à modalidade, 22 anos depois da extinção, embora o treinador Hugo Silva e o capitão Miguel Maia admitam que o clube parte atrás dos rivais nesta época.

Com 13 dos 14 atletas do plantel presentes – a exceção foi Afonso Reis, ao serviço da seleção de voleibol de praia -, os ‘leões’ prometem “atitude e compromisso” para com os objetivos do clube e manifestaram a sua confiança de discutir as provas nacionais com Benfica, Sporting de Espinho e Fonte do Bastardo.

“Estamos bem atrás dos outros, porque somos uma estrutura nova. Dizer ‘chegar, ver e vencer’ seria uma falta de respeito para com os outros clubes, que têm outras exigências e obrigações que nós não temos. Só digo para não se distraírem porque nós vamos aproveitar as oportunidades”, declarou o técnico.

Ao lado do treinador do Sporting esteve o capitão Miguel Maia, que está de regresso ao clube no qual jogou enquanto jovem, tendo sublinhado a sua determinação de responder às dúvidas sobre a efetividade dos seus 46 anos.

“Tenho de trabalhar bem. Obviamente tenho de olhar para a idade que tenho, porque tenho muitos olhos em cima de mim. Estou aqui porque fui escolhido pela equipa técnica e agora tenho de responder como os meus colegas. Nada me foi dado. Tenho uma carreira e um nome a defender e é para isso que irei estar de corpo e alma neste projeto” assegurou.

O histórico jogador português lembrou que o regresso do Sporting “vai acrescentar muito à modalidade”, vincando o histórico de conquistas do clube no passado. Por outro lado, o ‘distribuidor’ enalteceu o plantel “competente” e que “vai dar tudo” para conseguir corresponder às elevadas expectativas do presidente, Bruno de Carvalho.

“Toda a gente conhece o perfil do presidente e ele quer que toda a gente ganhe. No Sporting jogamos sempre para ganhar e é isso que vamos fazer. Não prometemos títulos, mas ambicionamos chegar lá. Não há milagres no desporto. Com trabalho, afinco, vontade e compromisso, acho que temos todas as condições para chegar aos últimos jogos.”

A condição de veterano não é um exclusivo de Miguel Maia, já que o plantel do Sporting destaca-se pela experiência da maioria dos atletas. Contudo, o técnico Hugo Silva garantiu que a equipa será capaz de triunfar, por força da identificação dos jogadores com a equipa técnica e o projeto do clube.

“O que caracteriza a equipa é ela identificar-se com a nossa filosofia e a minha forma de estar. Houve cuidado a escolher estes atletas. Já ouvi comentários de que somos uma equipa velha e que não vamos conseguir nada, mas a nossa resposta vai ser dentro de campo e vamos provar a toda a gente que esta equipa tem potencial”, frisou.

Neste regresso à modalidade, o Sporting vai treinar a norte, tendo estabelecido um protocolo com Santa Maria da Feira, onde irá treinar durante a semana, e depois irá competir ao fim de semana no Pavilhão João Rocha, em Lisboa. Sobre este facto, Hugo Silva recusou que seja uma desvantagem.

“Só um clube com a dimensão do Sporting poderia fazer um projeto com estas características. É um clube nacional e foi uma ideia muito inteligente. Tendo tantos sócios perto de nós, penso que é o melhor conforto para qualquer atleta ou treinador. A questão da adaptação vai passar ao lado”, finalizou.

Piccini

Lateral Italiano que tem sido titular indiscutível neste arranque de campeonato saiu lesionado.

ASF/ANDRE ALVES)

A escassos dias da disputa do encontro de estreia na fase de grupos da Liga dos Campeões, diante do Olympiacos, Jorge Jesus pode ter uma dor de cabeça inesperada na hora de definir o seu plantel. É que esta sexta-feira, frente ao Feirense, no encontro que antecede essa partida europeia, o lateral direito italiano Cristiano Piccini sofreu uma lesão no pé esquerdo logo nos primeiros instantes, tendo na altura sido substituído por Alan Ruiz. O lance em causa sucedeu aos 17 minutos, com Etebo, junto à bandeirola de canto.

«Queixou-se de uma pancada no pé. É um traumatismo. Vai ser reavaliado. Não é uma lesão muscular, isso posso já adiantar», disse Jorge Jesus.

De referir que, ainda que tenha sido Ruiz a entrar para o lugar do italiano, quem assumiu a lateral direita da defesa foi o argentino Rodrigo Battaglia, tendo o 10 assumido a sua posição no centro do terreno.

Refira-se ainda que Jorge Jesus tem no plantel um outro lateral, o macedónio Stefan Ristovski, jogador que está inscrito na Champions, mas que não foi convocado para o duelo de Santa Maria da Feira.