” Como é que se pode não adorar um clube como o Sporting? “

Em declarações à Sporting TV, Bas Dost falou da possibilidade de fazer, segunda-feira, com o Rio Ave, o jogo 110 de leão ao peito.

«Estar à beira dos 100 jogos significa muito. Não esperava chegar a esta marca e estou muito orgulhoso por estar quase a conquistá-la. Mas espero jogar muito mais jogos pelo Sporting. Chegar aos 200 jogos? Isso seria fantástico, mas primeiro quero chegar aos 100», referiu o avançado holandês, que recordou o primeiro golo com a camisola verde e branca.

FUTEBOL – Bas Dost no Sporting – Estoril Praia, jogo da 6 jornada da PRIMEIRA LIGA 2016/2017. Estadio Jose Alvalade, em Lisboa. Sexta Feira, 23 de Setembro de 2016. (Miguel Nunes/ASF)

«Sim, lembro-me. Era o meu primeiro jogo e era importante marcar nesse jogo. Queria muito marcar nesse jogo. Marquei a partir de um cruzamento do Schelotto… Ou seja, marquei o meu primeiro golo no meu primeiro jogo em Alvalade. Após esse jogo sabia que ia amar este clube porque os adeptos estavam a apoiar a equipa e eu senti-me muito bem. Depois dessa partida decidi ficar muito tempo…»

Convidado a lembrar o melhor momento em Alvalade, Bas Dost atirou: «Não há só um momento que possa escolher. É sempre um prazer jogar pelo Sporting, seja em casa ou fora, pois muitos adeptos viajam para assistir aos jogos. É das coisas que gosto mais. Agora vamos a Vila do Conde, que fica a três horas de carro, e estou certo que vão estar muitos adeptos do Sporting. Quando chegamos de autocarro e vimos os adeptos ficamos orgulhosos por jogar no Sporting e o que queremos é tocar na bola.»

«Adoro estar aqui, a minha família também. Como é que se pode não adorar um clube como o Sporting?», rematou.

Fonte: abola.pt

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.