Sporting – Duas baixas no regresso

Gonçalo Inácio e Pedro Gonçalves continuam em tratamento, pelo que continuam de baixa e fora das opções de Rúben Amorim.

O Sporting treinou esta segunda feira na Academia e hoje tem um dia de folga regressando amanhã aos trabalhos.

Lamarana Jallow reforça Sporting

O Sporting contratou Lamarana Jallow, um médio de 19 anos que vai reforçar a equipa de sub-23 numa primeira fase. Internacional sub-20 pela Gâmbia, o jovem alinhava no Elite United FC que disputa o principal escalão do futebol gambiano.
Em declarações ao jornal ‘Sporting’, o reforços dos leões revelou-se satisfeito com o passo que deu na sua carreira. “Quero agradecer ao Sporting pela oportunidade de jogar num clube com tanta história e que é o atual campeão nacional. Estou muito feliz por fazer parte desta família, onde grandes jogadores deram os seus primeiros passos. Agradeço a todos os que tornaram isto possível”, afirmou o jovem que ainda se apresentou aos adeptos: “Tenho qualidade com e sem bola, bom tecnicamente e tenho capacidade de passe. Tanto posso jogar a 10 como assumindo as funções de box-to-box”.

Fonte: record.pt

Rúben Amorim

No final do encontro com o Estoril que ditou a vitória dos campeões nacionais por 1-0 com golo do espanhol Pedro Porro através da transformação de uma grande penalidade abordou o jogo depois da goleada sofrida diante do Ajax por 1-5 na primeira jornada da Liga dos Campeões.

Finalização: “Estaria mais satisfeito se tivéssemos marcado mais golos. Senti a falta de eficácia, mas vamos melhorar. Houve uma fase em que marcávamos no primeiro remate. O mais importante é criar oportunidades. Nem sempre marcamos no primeiro remate, essa característica pertence a um jogador em específico.”

Primeira vs segunda parte: “Talvez as oportunidades tenham dado uma ideia diferente. Controlámos na primeira parte. Pode dar a ideia que não fomos tão acutilantes.”

Fantasma? “As vitórias ajudam a superar tudo. Estávamos a melhorar no nosso futebol, mas o futebol é momento.”

Penáltis? “Quem falha, troca. Eles querem marcar todos. O Nuno saiu, o Jovane também falhou. Agora é o Porro.”

Estoril – Sporting

Onzes

Estoril: Dani Figueira; Carles Soria, Lucas Áfrico, Patrick William, Joãozinho; João Gamboa, André Franco, Francisco Geraldes; Chiquinho, Rosier e Leonardo Ruiz.

Sporting: Adán; Pedro Porro, Coates, Luís Neto, Matheus Reis, Rúben Vinagre; João Palhinha, Matheus Nunes; Sarabia, Nuno Santos e Paulinho.

Schmeichel recorda episódio “muito mau”

Schmeichel recorda episódio “muito mau” da passagem pelo Sporting: «Estava muito, muito triste»

Guarda-redes dinamarquês esteve muito perto de voltar ao United depois de ser campeão em 2000

Em entrevista ao jornal britânico ‘The Times’, Peter Schmeichel revela que esteve muito perto de voltar ao Manchester United, depois de se sagrar campeão no Sporting em 1999/2000.

O antigo guarda-redes dinamarquês, hoje com 57 anos, ficou mais uma época em Alvalade mas não esconde que o seu objetivo era regressar a Old Trafford, tanto que chegou a ter tudo acordado com os leões nesse sentido. No mesmo dia, porém, soube por Alex Ferguson que o negócio já não iria para a frente. O United contratou o francês Fabien Barthez nessa época.

“Foi um dia muito mau. Estava muito, muito triste com isso e zangado. Mas não podia continuar zangado porque tinha um Europeu para jogar. Tens de equilibrar as coisas”, contou Schmeichel ao ‘The Times’, a propósito do episódio relatado na sua autobiografia, ‘One’.

“Se pensares que ele (Alex Ferguson) fez de tudo para me levar do Brondby, esperou por mim e depois deu-me uma oportunidade, treinando-me de forma fantástica durante a melhor parte da minha carreira… Depois tens aquele mau momento, mas tens de o comparar ao resto. Não podia ficar zangado com Sir Alex por não me ter levado de volta para o Manchester United, porque foi ele que me deu os melhores momentos da minha carreira”, concede Schmeichel, que ainda fez mais 36 jogos pelo Sporting em 2000/01, depois dos 34 na caminhada para o título em 1999/2000, no histórico final dos 18 anos de jejum.

Em 2001/02, já com 38 anos, o carismático ‘Grand Danois’ voltou a Inglaterra para jogar no Aston Villa. Na temporada seguinte, haveria de despedir-se dos relvados ao serviço do… Manchester City, rival do United.

Fonte: Por Record