Ronaldinho Gaúcho não tem dúvidas

“Raphinha vai fazer uma carreira incrível”

Raphinha não perdeu tempo em justificar os sete milhões de euros que o Sporting investiu em si. O avançado brasileiro, contratado ao Vitória SC no verão, tem assumido papel de protagonista nos leões e já merece elogios de…. Ronaldinho.

Em entrevista ao jornal O JOGO, na edição deste sábado, o antigo craque brasileiro revela que acompanha a carreira do compatriota. 

“Temos uma amizade de família há muitos anos. Acompanho o crescimento de Raphinha desde que começou a jogar futebol, em Porto Alegre, e estou muito feliz por ele”, começou por dizer Ronaldo, antes de deixar uma última garantia. 

“Vai longe, vai fazer uma carreira incrível”, sublinhou o antigo internacional brasileiro.

Villas-Boas admite que esteve perto de rumar ao Sporting

Na época 2009/10, quando estava ao serviço da Académica

André Villas-Boas admitiu que esteve perto de rumar ao Sporting na época 2009/10, após a saída de Paulo Bento de Alvalade. Contudo, o negócio não avançou, por motivos profissionais mas também sentimentais.

“Estivemos perto de chegar a acordo mas eu tento fazer com os meus adjuntos o que o Mourinho fez connosco em alguns tempos da sua carreira. Não senti que estavam a protegê-los e disse que não. Depois renovo com a Académica, há insistência do Sporting em fevereiro e há contactos. Porém, vou jogar a Guimarães pela Académica e no caminho passámos em frente a este estádio [do Dragão] e disse que era aqui que queria estar”, referiu o treinador numa entrevista ao Porto Canal.

O momento em que tudo começou a virar-se para a “cadeira de sonho” no FC Porto aconteceu após um nulo em janeiro com os dragões, para a Taça da Liga. “O Nélson Puga [médico] vem ter comigo ao balneário e diz que o Antero Henrique queria falar comigo. Foi o que originou o processo.”

Fonte: record.pt

José Peseiro com três baixas

Os titulares no jogo de quinta-feira, para a Liga Europa, fizeram trabalho de recuperação, enquanto os restantes trabalharam normalmente no relvado.

De fora, entregues ao departamento médico, ficaram Bas Dost e Wendel, lesionados, enquanto Jeremy Mathieu está em avaliação depois da lesão sofrida no jogo com o Qarabag.

A equipa regressa ao trabalho no sábado de manhã.

André Geraldes despede-se do Sporting

Depois de ter rebentado publicamente o caso ‘Cashball’, André Geraldes cessou imediatamente as suas funções como diretor para o futebol do Sporting. Abandonou em agosto, mas só agora quis deixar uma mensagem de despedida.

“Porque nos habituamos a uma vida que não é a nossa, quando podemos escrever a nossa própria história. Emprestar-lhe vários capítulos? Talvez os filhos nos acrescentem medo ao futuro. Mas é preciso ultrapassar esse medo”, começou por escrever André Geraldes.

“Há uma certeza, vou. Estou certo de que não me perdoaria. Pior do que ir e ter de voltar é não ir e nunca saber onde se podia chegar”, acrescentou.

Neste texto de despedida, o antigo funcionário dos leões deixou uma palavra de agradecimento às pessoas que o acompanharam “no longo percurso” no Sporting e lança a incógnita.

“Talvez esse futuro nos volte por no mesmo ‘trilho’, mas com uma certeza, em outro capítulo da minha/nossa ambição do que é o melhor para esta grande instituição”, apontou ainda.

“O resto? Esteve, está e estará obviamente à vista de todos e a justiça fará o resto”, escreveu André Geraldes, que finalizou a sua publicação com uma citação do Padre António Vieira: “Muitos cuidam da reputação, mas não da consciência”.

Rodrigo Battaglia: «Nunca quis sair deste clube»

O argentino Rodrigo Battaglia atuou os 90 minutos no triunfo do Sporting sobre o Qarabag. No final da partida, o médio mostrou feliz por estar no clube de Alvalade, revelando que a sua vontade foi sempre de continuar ao serviço dos leões.

«Valeu a pena voltar ao Sporting. Nunca quis sair deste clube, mas aconteceram coisas extra futebol. Mas, digam o que disserem, estou cá», afirmou na flash interview.

Questionado sobre os objetivos do Sporting nesta edição da Liga Europa, o argentino não escondeu a ambição dos leões, apesar da equipa orientada por José Peseiro pensar jogo a jogo.

«Vamos jogo a jogo, a ideia é chegar o mais longe possível. É também um objetivo desta temporada. Mas o importante é preparar cada partida»